• Allan Kardec Online

Catálogo Racional das obras para se fundar uma Biblioteca Espírita

Catalogue raisonné des ouvrages pouvant servir à fonder une bibliothèque spirite



A Revista Espírita de fevereiro de 1861, fls. 45 do original em francês, em um artigo denominado Escassez de Médiuns, Kardec menciona o Catálogo Racional: “Daremos um dia um catálogo racional das obras que, direta ou indiretamente, tratam da ciência espírita, na Antiguidade e nos tempos modernos, na França ou no estrangeiro, entre os autores sacros e os profanos, quando nos tiver sido possível reunir os elementos necessários”.


Na Revista Espírita de dezembro de1868, fls. 397 do original em francês, em Aviso, Kardec informa que “Também publicaremos brevemente um catálogo de todas as obras que possam interessar à Doutrina: as que foram publicadas em vista do Espiritismo e as que, fora dele e em diferentes épocas, tenham afinidade de princípios com as crenças novas. Será um guia para a formação das bibliotecas espíritas. Quando sair, a indicação das obras será seguida de uma curta apreciação, para dar a conhecer o seu espírito, e um aviso será feito no número da Revista em que tiver de ser publicado”.


Na Revista Espírita de abril de 1869, fls. 97 e 98 do original em francês, em Livraria Espírita, Kardec informa que: “Há algum tempo havíamos anunciado o projeto de publicação de um catálogo racional das obras que interessam ao Espiritismo, e era intenção juntá-lo, como suplemento, a um dos números da Revista. Nesse ínterim, tendo sido concebido e executado, por uma sociedade de espíritas, o projeto da criação de uma casa especial para as obras desse gênero, nós lhe demos o nosso trabalho, que foi concluído à vista de sua nova finalidade.


Tendo conhecido a incontestável utilidade dessa fundação e a solidez das bases sobre as quais ela está apoiada, não hesitamos em lhe dar nosso apoio moral.


Eis em que termos ela está anunciada, no topo do catálogo que remetemos aos nossos assinantes com o presente número:

Eis em que termos ela (nome LIVRARIA ESPÍRITA) está anunciada, no topo do catálogo que remetemos aos nossos assinantes com o presente número: O interesse que se liga cada vez mais aos estudos psicológicos em geral, e, em particular, o desenvolvimento que as ideias espíritas têm tomado de alguns anos para cá, fizeram sentir a utilidade de uma casa especial para a concentração dos documentos concernentes a essas matérias. Fora das obras fundamentais da Doutrina Espírita, existe um grande número de livros, tanto antigos quanto modernos, úteis ao complemento desses estudos, e que são ignorados, ou sobre os quais faltam informações necessárias para obtê-los. É visando preencher esta lacuna que a Livraria Espírita foi fundada.

Na Revista Espírita de maio de 1869, nas fls. 159 do original em francês, em Aviso, é informado que: “O catálogo de obras da Livraria Espírita será enviado a todas as pessoas que o pedirem, mediante a remessa de dez centavos em selos postais”.


Na Revista Espírita de novembro de 1869, fls. 326 a 330 do original em francês, consequentemente, após o desencarne de Allan Kardec, também houve menção ao Catálogo Racional.


A obra é mencionada em uma Nota de Rodapé do artigo denominado - Sociedade Anônima do Espiritismo (Terceiro artigo – Vide a Revista dos meses de agosto e setembro de 1869) – Breves Explicações – (*) “Vide a Revista de dezembro de 1868 e abril de 1869; os preliminares do catálogo da Livraria Espírita, etc.”

... “Quando ainda se achava neste mundo, o Sr. Allan Kardec foi o primeiro (*) a reconhecer, juntamente com alguns espíritas esclarecidos, que as condições da livraria ordinária tornavam impossível a vulgarização do Espiritismo nas massas por meio das obras que, em nossa opinião, ainda são os melhores agentes de propagação”.

Conforme informado pro CSI do Espiritismo – Imagens e registros históricos do Espiristimo (https://www.facebook.com/HistoriaDoEspiritismo/posts/672952660135186), até o presente momento, foram localizados exemplares diferentes do Catalogue raisonné des ouvrages pouvant servir à fonder une bibliothèque spirite, encadernados junto com várias obras. Vale ressaltar que o livreto foi encartado em várias obras, e não foi necessariamente impresso junto com o respectivo livro. Existe a possibilidade da impressão de um grande volume de uma vez e encadernado em mais de uma obra. Bem como, não existem garantiam de que houve atualização no catálogo, com relação aos números das edições que estavam à venda, no momento em que o livro, em que ele conste como encarte, foi publicado.


Seguem os Catálogos Racionais localizados:

  1. Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes – 1ª. edição de 1869 (vide foto) - Aqui o livreto Catálogo Racional possui 30 páginas, tem como editor Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques, e foi impressa por Imp. de Rouges frères, Dunon et Frésne, rue de Four,43. Nesta edição, não consta o número da página da Revista Espírita para a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les), par Sir Hamphry Davy (Revue Spirite de juillet 1869, page ), e consta o número da página da Revista Espírita para a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes, par M.C. (Revue Spirite de juillet 1869, page 222) (vide fotos). Este catálogo não possui a folha da capa, em conformidade com as informações dadas por Kardec na Revista Espírita de abril de 1869, quando do anúncio do Catálogo Racional, de que o nome da Librairie Spirite viria no topo do catálogo que remeteria aos assinantes. Está impresso Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques – Paris, rue de Lilles,7 na parte superior da página 1;

  2. Le Livre des Médiums – 11ª edição de 1869 (vide foto) – Aqui o livreto Catálogo Racional possui 32 páginas, tem como editor a Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques, e foi impressa por Imp. de Rouges frères, Dunon et Frésne, rue de Four,43. Nesta edição, não consta o número da página da Revista Espírita para a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les), par Sir Hamphry Davy (Revue Spirite de juillet 1869, page ), e consta o número da página da Revista Espírita para a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes, par M.C. (Revue Spirite de juillet 1869, page 222) (vide fotos);

  3. Le Ciel e l’Enfer ou la Justice Divine Selon le Spiritisme – 4ª edição de 1869 (vide foto) - Aqui o livreto Catálogo Racional possui 32 páginas, tem como editor a Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques, e foi impressa por Imp. de Rouges frères, Dunon et Frésne, rue de Four,43. Nesta edição, constam os números das páginas da Revista Espírita: para a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les), par Sir Hamphry Davy (Revue Spirite de juillet 1869, page 216) (vide foto), e para a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes, par M.C. (Revue Spirite de juillet 1869, page 222) (vide fotos);

  4. L’Évangile selon le Spiritisme – 5ª edição, provavelmente de 1869 (vide foto) – Aqui o livreto Catálogo Racional possui 32 páginas, tem como editor a Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques, e foi impressa por Imp. de Rouges frères, Dunon et Frésne, rue de Four,43 . Nesta edição, também constam os números das páginas da Revista Espírita para as seguintes obras: para a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les), par Sir Hamphry Davy (Revue Spirite de juillet 1869, page 216) (vide foto), e para a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes, par M.C. (Revue Spirite de juillet 1869, page 222) (vide fotos);

  5. La Femme et la Philosophie Spirite – Influence des Croyances Philosophiques sur la Situation de la Femme dan l’Antiquité au Moyen age et de nos Jours – par H.V. – 1ª edição de 1870 - Aqui o livreto Catálogo Racional possui 32 páginas, tem como editor a Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques, e foi impressa por Imp. de Rouges frères, Dunon et Frésne, rue de Four,43. Nesta edição, também constam os números das páginas da Revista Espírita para as seguintes obras: para a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les), par Sir Hamphry Davy (Revue Spirite de juillet 1869, page 216), e para a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes, par M.C. (Revue Spirite de juillet 1869, page 222) (vide foto);

  6. Discours Prononcés pour l’Anniversaire de la Mort de Allan Kardec – Inauguration du Monument – 1ª. edição de 1870 (vide foto) – Aqui o livreto Catálogo Racional está com a numeração sequencial da obra onde está inserido, iniciando na página 65 e terminando na página 71, ou seja, possui apenas sete páginas, contendo apenas I - As obras fundamentais da Doutrina Espírita e II – Obras Diversas sobre o Espiritismo. Tem como editor A La Librairie Spirite – 7, rue de Lille, 7, e foi impressa por Typ. Rouge frères et Comp., r. du Four-St-Germ, 43. Nesta edição, constam os números das páginas da Revista Espírita: para a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les), par Sir Hamphry Davy (Revue Spirite de juillet 1869, page 216) (vide foto), e para a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes, par M.C. (Revue Spirite de juillet 1869, page 222) (vide foto);

  7. [EDITED em 31/8/2020] Localizamos, também, uma edição do Catálogo Racional encadernada na 19ª edição de O Livro dos Espíritos (provavelmente de 1870).

Como podemos constatar pelas obras citadas, existem pequenas diferenças nos exemplares dos Catálogos Racionais apresentados. Seja por diferenças no nome do editor, seja por diferenças no nome do responsável pela impressão, seja pelo número de páginas que compõe o livreto, ou mesmo, pela quantidade de obras listadas no catálogo. Estas diferenças refletem a data em que os livretos foram impressos e publicados.


Acreditamos que a edição mais antiga (provavelmente de junho de 1869) do Catálogo Racional, dos aqui relacionados, seja a encadernada junto com a obra Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes - 1ª. edição de 1869; na sequencia, a que esta junto com a obra Le Livre des Médiums – 11ª edição de 1869, pois ainda não constavam com o número da página da Revista Espírita de julho de 1869, onde seria publicada a obra Derniers Jours d’un philosophe (Les) de Humphry Davy, traduzida por Camille Flammarion, que apareceu em Notices Bibliographiques – na página 216 da Revue Spirite original em francês.


Na Revista Espírita de junho de 1869, nas fls. 191 e 192 da original em francês, foi informado que estaria no prelo a referida obra do senhor Humphry Davy, tradução de Camille Flammarion. Ou seja, a informação da referida obra já era conhecida em junho de1869, e poderia já ser inserida no Catálogo Racional.


Com as informações constantes da Revista Espírita de fevereiro de 1861, onde Kardec expõe que um catálogo racional teria a função de conter, um dia, as obras que, direta ou indiretamente, tratam da ciência espírita, na antiguidade e nos tempos modernos, na França ou no estrangeiro, entre os autores sacros e os profanos. Juntamente, com as informações constantes da Revista Espírita de novembro de 1869, acima mencionadas, podemos chegar à conclusão de que o Catálogo Racional foi utilizado, de acordo com a proposta e vontade de Allan Kardec, e, pelo menos em 1869, houve a catalogação de novas obras que foram acrescentadas, nas inicialmente propostas por Allan Kardec, após o seu desencarne.


A descoberta do CSI do Espiritismo, relativa à data mostrando quando a Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques estava autorizada a publicar (concessão do Brevet), é de extrema importância para o entendimento dos fatos (https://www.facebook.com/HistoriaDoEspiritismo/posts/669732293790556?__tn__=K-R) . O Brevet, certamente solicitado por Allan Kardec, já que o mesmo estava em seu nome, e com o endereço de sua última residência (59, rue Sainte-Anne), foi concedido pelo governo francês em 02 de abril de 1869.


E, não menos importante, foi a descoberta do documento mostrando que a sucessão do Brevet (da autorização de funcionamento) da Librairie Spirite foi feita para Amélie Boudet, em 20 de agosto do mesmo ano. E, não, como alguns imaginavam, para Bittard, Desliens ou Leymarie. Ou seja, a responsável legal pela Librarie Spirite (LS), que editou as obras após o desencarne de Kardec, era Amélie Gabrielle Boudet, na qualidade de legítima herdeira do espólio de Allan Kardec. Pelo menos, até localizarmos uma fonte primária com data após 20/08/1869, quando, de direito, Amélie Boudet poderia ter transferido o Brevet da Librairie Spirite para outra pessoa.


As pesquisas, efetuadas de forma colaborativa com o CSI do Espiritismo e o site www.obrasdekardec.com.br, encontram-se em desenvolvimento. Esperamos poder encontrar respostas para outros questionamentos sobre as datas e os porquês para o uso da denominação do editor “Librairie Spirite et des Sciences Psychologiques”, que passou a ser “A La Librairie Spirite”, bem como, para a denominação do impressor “Imp. de Rouges frères, Dunon et Frésne, rue de Four,43”, que passou a ser “Typ. Rouge frères et Comp., r. du Four-St-Germ, 43.”


Referências: 1. Revue Spirite de fevereiro de 1861, dezembro de 1868, abril de 1869, maio de 1869, junho de 1869, julho de 1869 e dezembro de 1869 – as revistas pertencem ao acervo do museu AllanKardec.online; 2. CSI do Espiritismo – Imagens e Registros Históricos do Espiritismo: https://www.facebook.com/HistoriaDoEspiritismo/ 3. https://gallica.bnf.fr/.../f540.image.r=ciel%20et%20l... 4. L’Évangile selon le Spiritisme – 5ª edição – este livro pertence ao acervo do museu AllanKardec.online; 5. Le Livre des Médiums – 11ª edição – este livro pertence ao acervo do museu AllanKardec.online; 6. Instruction Pratique pour l’organisations des Groupes Spirites spécialement dans las les campagnes – 1ª. edição – este livro pertence ao acervo do museu AllanKardec.online; 7. Discours Prononcés pour l’Anniversaire de la Mort de Allan Kardec – Inauguration du Monument – 1ª. edição de 1870 – este livro pertence ao acervo do museu AllanKardec.online; 8. La Femme et la Philosophie Spirite – Influence des Croyances Philosophiques sur la Situation de la Femme dan l’Antiquité au Moyen age et de nos Jours – par H.V. – 1ª. edição de 1870 - este livro pertence ao acervo do museu AllanKardec.online; 9. Intérieur ; Direction de l'Imprimerie, de la Librairie et de la Presse. Brevets des imprimeurs, libraires et lithographes de Paris et du département de la Seine : dossiers nominatifs (1815-1870) - Archives nationales (France) Pierrefitte-sur-Seine 2005 - Patrick Laharie

13 visualizações0 comentário